Os amantes...

terça-feira, 4 de setembro de 2012 0 comentários


Quado os amantes de Pablo Picasso



Se algum dia se perder em seus desejos ou desvarios, se encontre no meu amor, porque meus braços são teu repouso e meu peito o teu cais.

Se algum dia a solidão lhe for companheira se achegue ao meu passo, pois meu caminho é o teu e vou na frente pra te livrar dos perigos.

Se algum dia perder as forças e a esperança apenas acredite em mim, envidarei o melhor de meus esforços pra cumprir teus sonhos.

Se algum dia lhe faltar carinho é porque estarei longe, mas, se assim chegar o momento, desdobro os ventos pra beijar tua alma, ou vou às margens de um rio caudaloso misturado a suas lágrimas de saudade pra te encontrar.

Se algum dia o medo lhe encher e te sufocar a angustia, não tema em cair porque não deixo ir ao chão, antes te coloco em meus braços

Espero lhe atender à alegria, lhe retribuir amor sempre na mesma medida, sem limites. Espero sempre que no final do dia não me falte o teu beijo, a tua palavra, teu calor.

Espero que no sonho de uma noite de verão venha a primavera consolidar a semente de um amor , cultiva-me carinho e dou-te a colher encantos, semeia-me desejos e dou-te a colher paixão, planta-me um beijo e dou-te frutos de amor.

Espero encontrar em teu olhar, que é uma imensidão mais vasta que o oceano, a luz que norteia uma vida a dois. 

Espero ser seu "último romântico", de eterno "coração vagabundo", ser seu ultimo poeta escrevendo-lhe sempre  paixão.

Se algum dia me preciso for morrer por esta paixão, faço do amor manto do meu corpo e morro embalsamado pelo desejo de, em outra vida, te amar outra vez.

Lenine Só o que me interessa

0 comentários:

Postar um comentário

Sem contemplação, o interessante é a participa-ação, Comente bem

 

©Copyright 2011 O narrador | TNB