Dezembros - Fagner

sábado, 28 de abril de 2012 0 comentários



Na canção Indicada do momento está Dezembros de Fagner, uma linda composição de palavras e melodia, a canção parece ser a narrativa de um ideal não alcançado, mas especificamente um amor, mas que de todas as formas nos envolve em sua harmina e beleza, uma poesia que deixam os  sentimentos intrigados



Dezembros
Fagner


Nunca mais a natureza da manhã
E a beleza no artifício da
cidade
Num edifício sem janelas,
desenhei os olhos dela
Entre vestígios de bala
e a luz da televisão
Os meus olhos tem a fome do horizonte
Sua face é um espelho sem promessas
Por dezembros atravesso
Oceanos e desertos
Vendo a morte assim tão perto
Minha vida em suas mãos
O trem se vai na noite sem estrelas
E o dia vem,nem eu nem trem
nem ela

0 comentários:

Postar um comentário

Sem contemplação, o interessante é a participa-ação, Comente bem

 

©Copyright 2011 O narrador | TNB