Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Gente feito eu e você

Gente procurando sonhos Gente procurando abrigo Gente procurando meios de se resolver
Gente procurando alento Gente procurando anseios Gente procurando aquilo que que não quer dizer
Gente interessante Gente inteligente Gente feito eu e você
Eu e você, eu você Gente feito a gente Gente feito eu e você
Gente que se desencontra Gente que se desentende Gente que se atropela sem se perceber
Gente que se esconde de um amor antigo Aquilo que é reprimido Que a gente quer esquecer
Gente que quer se beijar Gente que ser tocar Gente que quer terminar na mesma cama
Gente que sente no olhar A energia que passa De duas pessoas que podem se amar
Eu e você, eu você Gente feito a gente Gente feito eu e você
Gente procurando gente E a pergunta que é latente Da resposta de gente que nunca se encontra
Porque eu e você A gente não se junta Pela vida toda?
Gente feito você que quando acariciada Entrega toda sua alma Pra gente feito eu
A gente anda sutilmente Assim bem devagarzinho Pra gente nunca se ar…

Um produto humano

Aos poucos vamos perdendo o brilho, a força, o vigor, a paciência já não é a mesma, as vontades já não são as mesmas, a gente se perde no próprio cansaço e deixa fluir a frustração. Os sorrisos são limitados e tudo que proporciona algum tipo de prazer se torna a válvula de escape, talvez daí nasça os vícios. Nos calamos em um vazio e é o que sentimos, procuramos fazer qualquer mudança, mesmo que seja mínima como mudar os móveis ou o caminho pro trabalho, pra suprir essa sensação de falta daquilo que não se define claramente, mas a sensação não passa.

Entendemos como uma forma comportamental aquilo que é mais profundo. É difícil concluir se a frustração é uma extensão da insatisfação ou vice e versa. Na verdade o que sentimos é tão forte e intenso que parece vir da alma pra garganta a vontade de grito. A tolerância zera.

Podemos atribuir tudo isso como efeito colateral do moderno mundo capitalista ou assumir que é a covardia de não viver as vontades da alma e do espírito, é o medo de se…

Louvei ao entender

E eu procurando as palavras certas pra me declarar, tentando encaixar a melodia
Forçar um devaneio, uma Epifania, quando Ele me tomou a Si... O Espírito

Me fez entender que tudo que eu sabia, não me levaria a ganhar o Céu
Nem o que eu sentia era real, mas era Deus, mas era eu
Em ato de fé, tão somente fé, em pureza e fé

E o Espírito me deu, aquilo que eu podia
Quando entendeu que tudo o que eu queria era Adorar

E eu que pensava que Ele me deixaria, que a cada erro me castigaria
Quanto em nada me repudiou, disse apenas creia o Pai me enviou

E o Espírito meu deu, aquilo que eu podia
A revelação de Sua Sabedoria, Ciência de Fé inspirada pelo Senhor

Como relva verde de um novo dia, feito um vaso novo Ele me fazia
Alabastro como Ele queria, eu era barro nas mãos do Oleiro
Que era o Senhor

E o Espírito me deu, aquilo que eu podia
Quando entendeu que tudo o que eu queria era Adorar


Adonai
El Shadai
Eloin
Shalon
Yeshua Hamashia