Mudar é bom?

terça-feira, 15 de novembro de 2011 1 comentários
       Existem momentos da vida em que é necessário uma transformação, e toda mudança implica em algumas percas e ganhos, o medo é do desconhecido, a incógnita de não ter certeza do que se espera, algumas pessoas têm fé, eu tenho fé, mas nos momentos de mudança me apego mais em uma expectativa, assim me mantenho lúcido, no controle, preparado pra vitórias e fracassos.
     Falar especificamente do termo "mudanças" parece um assunto um pouco vago, lançado ao vento e de alguma forma é mesmo, porque temos nossas necessidades singulares, embora vivamos conflitos parecidos temos nossas individualidades, então cada um reage as mudanças da vida, que sabemos que a vida tem, as vezes de forma calma ou desesperada, cada um a sua maneira.
     Viver em uma rotina onde reina monotonia é insuportável e consequentemente uma vida infeliz, agora, em contra ponto, não saber atender as necessidades da inconstância, não preencher as sensações de vazio e ansiedade sempre que bater a vontade de algo novo também gera infelicidade.
      O ideal é encontrar o equilíbrio, eu posso ter crises de gostos, lugares onde ir, mas nunca de quem sou e de pessoas ao meu redor, se eu tiver crises de pessoas é porque são as pessoas incorretas e incompatíveis a mim, ai a necessidade de atualizar a agenda telefônica. A pessoa inconstante, sem coerência de gostos e estilo, mesmo sendo em fase, acaba sentindo frequentemente aquela sensação de solidão, porque é preciso uma coerência de vida psicológica e social  para sentir que as pessoas fazem parte da sua vida, daí as tribos, pessoas que se sentem completadas umas as outras. Não se deve ter crises de quem se é, pois essa é a pior crise, pois ela traz uma série de conflitos internos e traumas momentâneos. É preciso se definir, isso não quer dizer se rotular, você pode ser definido como o "indefinível" como eu, mas sempre sabendo quem se é e o que faz, isso não significa que deve se limitar a poucas coisas e pessoas, mas ter consciência que deve haver dedicação em tudo. 
      É importante ter em mente que toda mudança é uma oportunidade de algo novo e pode ser algo melhor do que tem sido, seja ela uma simples mudança de cabelo ou uma mudança radical em todas as áreas da vida. Se quer uma mudança radical, mude a crença, acredite no que negava, assuma o amores, cante sempre, sorria ou chore mais, faça valer a pena o momento, mas que não prejudique o amanhã, pelo contrário, que sempre te motive a fazer e conhecer coisas novas, mas se quer apenas um simples mudança, escolha algo pra fazer diferente e espere o tempo lhe trazer os frutos.
     Eu adoro mudanças, mesmo sendo de um móvel de lugar, mas prefiro as mudanças que são radicais, elas me fazem enxercar melhor, amadurecer.

1 comentários:

Postar um comentário

Sem contemplação, o interessante é a participa-ação, Comente bem

 

©Copyright 2011 O narrador | TNB